MENA – mídia especializada e a indústria do turismo

MENA – mídia especializada e a indústria do turismo

Por Tony Fields, Gerente Geral da TTG MENA

1) Qual a importância do papel das publicações de mídia do setor de viagens na motivação da indústria do turismo?

O papel da mídia do setor de viagens é altamente significativo quando se trata de motivar e apoiar a progressão da indústria do turismo. Eu diria que este é especialmente o caso na região do MENA, onde os profissionais do setor de viagens ainda utilizam tais plataformas e confiam nelas para alimentar seus negócios – oferecem a eles notícias, conhecimentos, ferramentas, conexões e informações relevantes – publicações como a TTGMENA podem ajudar a dar a eles o poder de fazer crescer seus próprios negócios. Publicações impressas e digitais/ portais como TTG MENA e ttgmena.com respectivamente, são consideradas plataformas sólidas, respeitáveis e confiáveis que podem manter os profissionais do setor atualizados em relação ao que está ocorrendo na indústria, tanto no cenário regional como no internacional.

2) Existe uma diferença de função entre as plataformas impressa e digital? A indústria do turismo na região do MENA adaptou-se totalmente aos avanços digitais?

Existe uma enorme diferença entre as funções da plataforma impressa e da digital. Uma não é simplesmente uma simples cópia da outra, o que é um mal entendido muito comum. Ainda que a mídia impressa continue a ser muito forte nesta região, existe uma perceptível tendência em direção ao mundo digital. Nós mesmos nos desenvolvemos num ritmo sem precedentes, em termos de nossos produtos digitais, devido a esta alteração da demanda, e sempre conseguimos ficar adiantados. Por meio desta experiência, vimos como as plataformas digitais podem ser poderosas – elas têm muito mais flexibilidade e um grande alcance. E também há muito espaço para a diversidade em termos de conteúdo. Na verdade, quase se tornou um híbrido, por meio do qual o conteúdo B2B está se fundindo com o estilo do B2C. Naturalmente, as notícias em nossas plataformas digitais também têm mais alcance. Acredito que a região esteja se adaptando a esta revolução digital, embora a mídia impressa ainda seja muito importante. Eles ainda acreditam em algo que possam ver, sentir e tocar – permanece a ideia de que algo que está impresso tem muito mais peso. No entanto, algumas plataformas digitais, como os canais de mídia social, tornaram-se fortes plataformas de marketing para muitos, e são amplamente utilizadas. Em tempo de crise, houve quem se voltasse para esses canais e, talvez por omissão, descobriram o poder e o potencial que eles têm. Eu acho que o MENA está reconhecendo as capacidades de influência dessas plataformas digitais, mas em vez de utilizá-las indiscriminadamente, são mais cuidadosos sobre como usá-las. Seu uso é direcionado, é relevante, é considerado. E é ali que irão colher o máximo de benefícios.

3) Você notou um aumento de interesse pela América Latina na região do MENA?

Com certeza. Isto foi deflagrado por uma série de novas rotas e o aumento da frequência de voos, especialmente por parte das empresas aéreas do CCG (Conselho de Cooperação do Golfo). Eu diria que um aumento de interesse vem especialmente do setor corporativo – mas com o padrão de hábitos de viagem para esta região, é praticamente certo que o segmento de lazer vem a seguir. O Brasil e a Argentina são provavelmente os dois destinos mais destacados e estão abrindo o caminho, mas com iniciativas inteligentes de marketing e educação, os outros destinos, como Chile e Peru, em breve verão também um aumento de interesse. Entretanto, uma questão frontal que permanece é que muitas famílias do MENA preferem um voo sem escalas – independente da distância – e o excesso de escalas não favorece. Então é algo que precisa ser levado em consideração.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.