TURISMO: Como manter a sua empresa relevante nas mídias sociais durante a crise?

TURISMO: Como manter a sua empresa relevante nas mídias sociais durante a crise?

*Por Dre Nascimento

Entenda como pensar em publicações atraentes para o público dentro do setor do turismo sem ser apelativo durante a pandemia do coronavírus

Desde meados de março o mundo vem sofrendo com a pandemia do novo coronavírus, que além de já ter contaminado mais de 3,7 milhões de pessoas, acometeu fatalmente aproximadamente 265 mil. O caos na saúde em âmbito global gerou crises nas principais potências mundiais em vários setores, e um dos mais prejudicados foi o turismo.

Segundo estudo divulgado no último 24 de abril pela FGV, com os lockdowns e as crises econômicas nos países mais afetados, o mercado de turismo tem projeção de queda de 38,9%. Como lidar, então, com números assustadores que colocam em xeque o meu negócio? Como continuar relevante e seguir falando sobre viagem em um momento difícil em que as pessoas lidam com a falta de dinheiro versus as impossibilidades de projetar viagens?

SEJA REAL E ENFRENTE O PROBLEMA

Não que não gostemos de “mundos mágicos”. No entanto, o mundo mágico em que nada acontece não cabe neste momento. É claro que as operadoras de turismo precisam continuar funcionando, as agências vendendo os pacotes, bem como os destinos recebendo turistas para fomentar a base econômica local. Mas é preciso ter cuidado ao falar de vendas, para não cair em um famoso “Compre” desnecessário.

Acompanhando a movimentação da internet, pude observar o comportamento reativo dos internautas com relação à busca pelo lucro. Um bom exemplo é de uma marca que ofereceu máscaras de proteção por um valor alto – aproximadamente R$ 150 cada uma – e, ao ser criticada, se defendeu afirmando que doaria cestas básicas e que sua margem final seria de R$ 11 por produto. Claro que foi rechaçada novamente, porque a resposta das pessoas que sofrem com o medo e as inseguranças no momento foi: Por que uma marca tão grande se preocupa em ganhar dinheiro neste momento?

Para nós, empresários, esta é uma conta óbvia. Mas para o seu cliente final, não é. E essa é a primeira lição deste artigo: Pense com a cabeça do seu consumidor. O que ele gostaria de ver na rede social dele? Como ele gostaria de ver a marca que ele segue se posicionando em um momento difícil como este?

“Quanto mais real e humanizado o seu conteúdo for, mais relevante ele será para o seu público”.

Toque o seu cliente. Veja que você se importa com a realidade dele. Leve para ele o “mundo mágico” por outra perspectiva. Você pode trazer informações em seus canais sobre perspectivas e notícias do setor de modo realista, mas otimista, como por exemplo um post do blog Melhores Destinos que trazia as mudanças nos vôos comerciais após o fim da quarentena.

SEJA CRIATIVO E PRODUZA CONTEÚDO RELEVANTE

Reitero: O famoso “Compre batom” não vai fidelizar o seu cliente durante uma pandemia. É claro que oferecer um pacote maravilhoso por um valor baixo pode encher os olhos dele por alguns segundos, mas em muitos casos, faz com que ele se pergunte se a promoção é real ou se terá dores de cabeça futuras.

Então, pergunte a você se existe margem real para fazer, de fato, alguma boa promoção que pode ser comprada e honrada posteriormente, para que não haja repercussão negativa.

Claro que a ideia é fazer o seu caixa gire, mas temos que pensar na sensibilidade do momento em que vivemos sem deixar de lado a magia das viagens. Um exemplo incrível criado pelo AirBNB foi o programa de experiências de volta ao mundo de maneira virtual.

Pelo site, você pode reservar uma experiência como uma conversa com um cientista de tubarões, com direito a mergulho virtual, ou um passeio virtual panorâmico por Paris; Ou, ainda, uma aula sobre sabores e como fazer o melhor café com um coffee brewer mexicano, vencedor de vários prêmios mundiais.

Nestas experiências, realizadas por meio de videoconferência, o usuário conversa com o instrutor da experiência e também interage com outros participantes, que são pessoas de várias partes do mundo. É uma oportunidade de conversar e conhecer um pouco sobre as outras culturas.

Outra boa opção é trabalhar com sistema de vouchers com trocas e descontos em compras futuras de pacotes. A Stella Artois fez uma campanha muito legal chamada Apoie Um Restaurante, que disponibiliza vouchers de R$ 100, em que o cliente paga apenas R$ 50 – ou seja, um desconto de 50% – que revertem desconto do maior valor em restaurantes específicos para quando as coisas voltarem à sua normalidade.

TRABALHE O QUE VOCÊ TEM DE MELHOR

Quando falamos em destinos, trabalhamos com sonhos, com storylines que são criadas nas cabeças de seus clientes. A magia da viagem, do turismo, não precisa acabar porque passamos por uma pandemia.  É importante frisar sempre que a crise vai acabar um dia, e que os projetos não são em vão – serão apenas adiados.

Os destinos podem ser trabalhados de maneira mais atrativa, ou a sua marca pode trazer informações diferentes e interessantes para estimular as vontades em seus clientes. Por exemplo: A Disney é um destino muito comum, e possivelmente há uma série de posts e informações sobre como é passear pelos parques mais famosos do mundo.

Por que não, então, trazer informações para a sua marca de um destino com outras curiosidades? Recentemente, em conversa com o meu marido, o questionei: Poderíamos ir à Islândia um dia? Sua resposta foi categórica: Acho incrível, mas o que podemos ver lá, além da Aurora Boreal?

Trago este pequeno relato para frisar: Saia do convencional. Com esta pequena conversa, fui em busca, de fato, sobre o que poderia fazer na Islândia, e me surpreendi com a quantidade de coisas legais que podem ser feitas lá. Portanto, trazer conteúdos diferentes, trabalhar os destinos com seus diferenciais e curiosidades pode atrair a atenção de seus fãs.

FIQUE ATENTO ÀS OPORTUNIDADES

Para finalizar, vou dizer o mais importante: Fique atento em duas coisas extremamente importantes: 1) À movimentação na internet e 2) Em seu setor.

Sobre a movimentação da internet,  porque você pode ter, por exemplo, planejado um post super legal sobre a Islândia, como dito acima. De repente, naquele dia, acontece algo super complexo na Islândia. Você deverá remanejar isso, caso contrário será rechaçado nas redes sociais. É legal também observar os possíveis memes e brincadeiras de última hora que aparecem, para que possa surfar na onda e conseguir viralizar.

Sobre o setor, porque as recentes notícias podem trazer esperanças tanto para você como para o seu cliente. Um exemplo é a recente notícia de que o governo divulgou medida provisória de liberação de R$ 5 bilhões para o financiamento de empresas do turismo economicamente afetadas pela pandemia.

O montante atenderá desde agências e locais de hospedagem até parques temáticos e centros de convenções, o que pode ser uma luz para continuar aquecendo o setor e estimular que o seu cliente continue deixando as viagens em pauta, mesmo que para depois da pandemia.

As opiniões expressas neste texto são do autor e não refletem, necessariamente, a posição da WTM Latin America.

Tagged .

Dre Nascimento é jornalista desde 2008 e especialista em redes sociais e marketing digital desde 2010. Atende pequenas e médias empresas por sua empresa, a Agência Sociale, desde 2016 é a parceria da WTM Latin America 2020 em digital.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.