Chegou a hora de indicar os vencedores da premiação World Responsible Tourism Awards 2014

Chegou a hora de indicar os vencedores da premiação World Responsible Tourism Awards 2014

Em 5 de novembro, Dia Mundial do Turismo Responsável (World Responsible Tourism Day), serão realizados eventos ao redor do mundo, e as empresas e organizações de turismo mostrarão o que pode ser feito para tornar o turismo melhor para as comunidades locais e seu ambiente e para os turistas. Para quem estiver em Londres, o destaque do dia será o anúncio dos vencedores da premiação World Responsible Tourism Awards, que este ano será realizada no pavilhão da World Travel Market, onde os negócios são feitos.

Quem vocês vão indicar?

O programa de Turismo Responsável da World Travel Market, que este ano acontecerá durante todos os quatro dias da feira, tem por finalidade educar, inspirar e desafiar o setor a fazer mais – a contribuir para melhorar o turismo. Estamos procurando os heróis do Turismo Responsável de 2014.

Todos os convidados a participar da cerimônia de premiação são ótimos exemplos de pessoas que, por meio do turismo, contribuíram para fazer do mundo um lugar melhor. Vencedoras ou aclamadas, elas causaram um impacto. Muitas vezes, a diferença entre o vencedor e o aclamado na categoria é pequena; a decisão pode ser apertada e difícil. A cada ano, o padrão sobe na maioria das categorias. Trata-se de uma premiação de prestígio, e vencer ou ser aclamado significa elevar-se e destacar-se. Queremos encontrar oslíderes, os inovadores e os pontos fora da curva, as pessoas que definem o ritmo, as pessoas que o júri acha que os outros deveriam imitar.

Este ano há onze categorias – haverá um vencedor geral e também uma Escolha do Público.

Melhor iniciativa em prol do bem-estar dos animais: empresa ou organização de turismo que exerce liderança no enfoque voltado ao cuidado, ao bem-estar e à dignidade dos animais. A categoria é uma novidade deste ano – há muitos bons trabalhos sendo feitos nessa área, e esta é uma oportunidade de dar reconhecimento a eles.

Melhor programa de aviação para redução do carbono: a vencedora do ano passado foi a Sawadee Reizen, que adotou voos diretos “ponto a ponto” como maneira mais eficaz de diminuir o impacto das viagens em termos de carbono, o que resultou em uma redução das emissões em 10%, em média. O júri vai procurar uma empresa capaz de demonstrar diminuições reais da poluição de carbono por assento ou uma campanha capaz de provar que fez diferença.

Melhor em turismo de praia: categoria nova este ano; o júri está em busca de uma empresa ou organização capaz de demonstrar políticas e práticas de turismo responsáveis em ambiente de praia e integração e relações positivas com comunidades locais, além de realizações comprovadas na manutenção e preservação de ambientes de praia.

Melhor hotel urbano: categoria nova – o Turismo Responsável se aplica tanto a áreas rurais como a urbanas, e o júri está buscando provas de realizações passadas e ideias que possam ser adaptadas por empresas hoteleiras de outras cidades.

Melhor atração de patrimônio cultural: queremos encontrar um exemplo inspirador de atração turística inesquecível e agradável, em que as tradições e a cultura de uma comunidade estejam no centro da experiência.

Melhor destino: o vencedor no ano passado foi Bonito, no Brasil; estamos em busca de um destino turístico que dê um exemplo inspirador e influente de Turismo Responsável.

Melhor em envolvimento de pessoas e cultura: categoria consagrada, com vencedores incríveis da África, Ásia, Austrália e Europa. O júri está comprometido com a ideia de que o turismo é melhor e mais agradável quando organizado tendo em mente a comunidade e a cultura locais. O respeito é um valor central do turismo responsável. A categoria “melhor em envolvimento de pessoas e cultura” busca destacar os melhores exemplos de turismo que envolvem e celebram as pessoas, as tradições e o modo de vida do local.

Melhor para pessoas com deficiências: novidade deste ano; estamos buscando exemplos que inspirem mudanças. Trata-se de muito mais do que acesso a cadeiras de rodas. O júri está procurando uma atração ou estabelecimento turístico que torne as experiências turísticas acessíveis e agradáveis para todos, recebendo todas as pessoas igualmente bem, independentemente de quaisquer dificuldades físicas ou mentais.

Melhor em redução da pobreza: empresas formidáveis venceram nesta categoria em anos anteriores – Village Ways e Reality Tours, da Índia, Soria Moria Boutique Hotel, do Camboja, e Sockmob Events/Unseen Tours, de Londres. O júri está em busca de uma organização de turismo que tenha um enfoque criativo e de longo prazo para reduzir a pobreza nas comunidades locais.

Melhor curta-metragem de turismo responsável: nova categoria que homenageia um filme ou documentário de curta duração que incentive e inspire os viajantes a fazer turismo de maneira responsável. O júri está procurando um curta-metragem que incentive os viajantes a fazer turismo com responsabilidade. Queremos exemplos que mostrem como o turismo responsável torna as experiências de viagem melhores e mais agradáveis. Também pode estar incluída aí a conscientização sobre os impactos do turismo ou uma visão dos benefícios para os destinos e as pessoas do local.

Melhor em preservação da vida selvagem: categoria consagrada que teve como vencedores a Reserva Biológica Huilo Huilo, do Chile (2012) e o Lilongwe Wildlife Centre, do Maláui (2011). O júri está em busca de ótimas experiências turísticas com programas progressistas e sustentáveis de preservação do habitat e da vida selvagem, além de medidas de sucesso e ideias que possam ser adaptadas e desenvolvidas por operadores de turismo do mundo todo.

Caso saiba de uma empresa ou organização que você acredita que o júri deveria cogitar para um prêmio este ano, favor indicá-la. Para ser premiada no World Responsible Tourism Awards, ela deve primeiramente ser indicada, então faça essa indicação online hoje mesmo.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.