Ásia colore os corredores da 7ª edição da WTM Latin America

Ásia colore os corredores da 7ª edição da WTM Latin America

Tailândia e Indonésia confirmam presença no evento e trazem as paisagens deslumbrantes de ilhas, lagoas e templos, além de uma rica cultura gastronômica para o espaço asiático

 

A Ásia, apesar de estar distante dos continentes americanos, tem conquistado os passaportes dos viajantes que estão em busca de belezas naturais, atrativos gastronômicos e, claro, sua rica história milenar e religiosa. A WTM Latin America 2019, que acontece entre os dias 2 e 4 de abril, no Expo Center Norte, em São Paulo, recebe a confirmação de dois deles para esta edição: os destinos Indonésia e Tailândia voltam aos pavilhões para mostrar os encantos dessas terras tão distantes, mas cada dia mais acessível ao mundo.

O elefante sagrado
Localizada no sudoeste asiático – e com centenas de ilhas espalhadas tanto pelo Golfo da Tailândia, quanto no mar de Andamão –, a Tailândia, simbolizada por um elefante que está presente desde seus primórdios, tem chamado a atenção do mundo pelas diversas opções turísticas e o acesso, que tem se tornado mais fácil para quem decide mergulhar em variados tons azuis cristalinos. As chegadas normalmente acontecem pela vibrante capital Bangkok.

Palácios, praias com riquíssimas paisagens e areia branca, templos e festivais, esses são alguns dos atrativos que aguardam os turistas. A culinária é outro ponto forte da região. A combinação de especiarias proporciona a mistura de sabores e aromas variados: doce, apimentado, amargo e salgado podem ser encontrados todos em uma única receita. Curry, leite de coco, amendoim são só alguns dos complementos. E para quem não tem medo de arriscar um dos cinco sentidos e abusar do paladar, pode experimentar o som tam (salada de mamão), que geralmente vem como acompanhamento de pratos principais. Já o Pad Thai é um dos mais famosos do país e pode ser encontrado por todos os lados, desde as barraquinhas de rua até os restaurantes mais conceituados – o segredo consiste em noodles salteados com soja, alguma carne, camarões, tofu ou vegetais.

Somente entre os meses de janeiro e julho de 2018, a Tailândia recebeu 22.657.730 turistas de todo o mundo, um aumento de 11% em relação ao mesmo período do ano anterior, de acordo com Ministério do Turismo e Esportes do país. Já dados recentes da Organização Mundial de Turismo da ONU, pela HowMuch, divulgados no final do ano passado que os viajantes gastam mais dinheiro na Tailândia do que em qualquer outro lugar na Ásia. No ano passado a Tailândia arrecadou US$ 57 bilhões em receitas internacionais de turismo, quase o dobro de Macau (US$ 36 bilhões), Japão (US$ 34 bilhões), Hong Kong (US$ 33 bilhões) e China (US$ 33 bilhões). Globalmente, os únicos países que superam a Tailândia, em termos de dólares no turismo, são a França (US $ 61 bilhões), a Espanha (US $ 68 bilhões) e os Estados Unidos – que leva a medalha de ouro com US$ 211 bilhões.

A diversidade do maior arquipélago do planeta
Já para quem desce um pouco mais ao sul, embarca na misteriosa Indonésia. Localizada entre o Sudeste Asiático e a Oceania, a região possui quase 18 mil ilhas, o que a coloca no patamar do maior arquipélago do mundo. Palco de filmes e livros, a região se tornou destino bastante procurado por turistas que querem ter a experiência de sentir-se “nas telinhas do cinema”. Entre um dos clássicos está o filme “Comer, Amar e Rezar”, baseado no best-seller norte-americano da autora Elizabeth Gilbert, protagonizado pela atriz Julia Roberts.

Entre os viajantes, a ilha de Bali é a ilha mais famosa e se transformou em centro para conferências nacionais e internacionais. Outras ilhas, destaques para o turismo, são Nova Guiné, Sulawesi, Bornéu, Sumatra e Java. E entre as cidades mais importantes estão Bandung, Medan, Surabaya, Makassar e Pandag. E é entre os templos e os passeios nos diversos campos de arroz que o turista descobre nessa terra uma mescla de religiões – do islamismo, protestantismo, catolicismo, hinduísmo ao budismo e confucionismo –, cada um com sua característica e onde muitos defendem valores que percorrem pelo respeito a deuses e seres-humanos e até na gastronomia, que facilmente oferece opções para os vegetarianos e veganos.

De acordo com a Trading Economics, as chegadas de turistas à Indonésia aumentam 5,22% ano a ano. Em janeiro de 2019, totalizou-se 1,16 milhão de pessoas no receptivo (número superior aos 1,10 milhão no mesmo mês de 2018). Bali foi o principal destino, recebendo cerca de 452 mil turistas em janeiro, seguido por Jacarta (208 mil) e Batam (131 mil). As chegadas de turistas à Indonésia alcançaram uma média de 832.831,29 no ano de 2011 até 2018, atingindo uma alta histórica de 1.536.489 em julho de 2018. De acordo com Ministério das Relações Exteriores, estima-se que 30.000 turistas brasileiros visitam o país a cada ano.

Empresas interessadas em expor na WTM Latin America devem preencher o formulário neste link.  Os interessados em comparecer na WTM Latin America devem fazer o credenciamento pelo próprio website do evento.

Aberto para: profissionais do setor de viagens e turismo; imprensa (credenciais restritas para editores, jornalistas, fotógrafos, difusores e blogueiros / influenciadores); autoridades governamentais e compradores “Buyers” (somente compradores que se encaixarem nos critérios do programa poderão receber um crachá de WTM Buyers’ Club).

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.