Novos Negócios e networking marcam segundo dia da WTM Latina America

Novos Negócios e networking marcam segundo dia da WTM Latina America

Evento reúne principais players do mercado e segue até amanhã (6) em São Paulo

O segundo dia de atividades da 5ª edição da WTM Latin America & 47º Encontro Comercial Braztoa começou com um importante encontro político entre líderes do setor turístico latino-americano. A “Mesa Redonda Ministerial sobre Turismo como Ferramenta para o Desenvolvimento” foi composta por Marx Beltrão, Ministro do Turismo do Brasil, Lilian Kechichián, Ministra do Turismo do Uruguai, e Alejandro Lastra, Secretário do Turismo da Argentina, na concretização de uma reunião idealizada durante a WTM London, em novembro do ano passado.

Mais de 100 pessoas, entre líderes de entidades de classe, autoridades, executivos da iniciativa privada e profissionais do turismo acompanharam a conversa entre as lideranças dos três países que, segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), estão entendendo o turismo como vertente de desenvolvimento sustentável.

“A WTM é, mundialmente, reconhecida por garantir encontros que promovam o networking, a geração de negócios e reflexão sobre os desafios e oportunidades da indústria. Realizar este encontro como um dos marcos da quinta edição da WTM Latin America é motivo de muito orgulho para nós Sabemos que estamos, efetivamente, contribuindo para o desenvolvimento da indústria”, diz Lawrence Reinisch, diretor da WTM Latin America.

A secretária da Organização Mundial do Turismo (OMT), Sandra Carvão, que mediou o debate, reforçou a importância de 2017, eleito como Ano do Turismo Sustentável, e destacou as três metas que permeiam o ano: aumentar a consciência sobre o poder desta indústria como ferramenta de desenvolvimento sustentável; mobilização do setor público e privado; mobilização com políticas públicas mudando o comportamento do consumidor.

Durante a reunião, o ministro brasileiro, Marx Beltrão, enalteceu a relevância das iniciativas que vêm sendo desenvolvidas, em especial as políticas de facilitação de vistos, fortalecimento de infraestrutura aérea, com mais conectividade, e promoção do destino, além da dimensão do território brasileiro e o potencial da parceria com a iniciativa privada. “Estamos trabalhando fortemente na pauta das concessões e de infraestrutura, ampliando o acesso às mais de 60 milhões de pessoas que viajam pelo Brasil. Mas o governo não consegue cuidar de tudo”.

Marx Beltrão reforçou ainda que o País precisa utilizar o setor como mola de desenvolvimento econômico “gerando emprego e renda nas comunidades locais onde os empreendimentos do turismo já estão desenvolvidas”. O ministro brasileiro complementou que a indústria continua crescendo, mesmo diante dos desafios econômicos. “O turismo é o único setor que anda na contramão do desemprego”.

Geração de negócios

Outro destaque do segundo dia da WTM Latin America foi o início das requisitadas sessões de Speed Networking, na Networking Area. A atividade de negócios foi criada para que buyers tenham a oportunidade de conseguir o maior número de contatos com expositores em um curto espaço de tempo. As sessões contribuem para a diversidade dos contatos e receptividade entre os investidores, tornando mais dinâmico o relacionamento entre eles. “É muito importante destacar que não se trata de reuniões convencionais: o Speed Networking abre caminho para negócios que serão concretizados posteriormente”, aponta o diretor da WTM Latin America, Lawrence Reinisch.

Hoje foi contabilizada a participação aproximadamente 400 expositores e 100 buyers, como Ricardo Shimosakai, diretor comercial da empresa Turismo Adaptado. “Considero uma experiência muito boa. Esses encontros de relacionamento são muito positivos, principalmente pois consigo fazer vários contatos.”

Anuário Braztoa 2017: crescimento de 3% no faturamento

Em 2016, o faturamento das empresas associadas à Braztoa (Associação Brasileira das Operadoras de Turismo) chegou a R$ 11,3 bilhões, valor 3% maior do que o registrado no ano anterior. O turismo doméstico foi a escolha de 81,4% dos brasileiros no período, contra 78,5% em 2015, reflexo da temporada de crise e da alteração do padrão de consumo, pontuado por substituição de destinos, de produtos e serviços. Os dados fazem parte do Anuário Braztoa 2017, apresentado hoje pela presidente da entidade, Magda Nassar.

Em relação ao tipo de pacote vendido, os completos – aqueles que envolvem a parte terrestre e aérea – continuam na preferência das pessoas, sendo 60% das escolhas. O número de embarques contou com uma leve alta de 1%, sendo que dos 5,12 milhões de passageiros embarcados, 4,1 milhões foram para destinos dentro do Brasil. A região com maior destaque no país é o Nordeste, respondendo por 67,4% do faturamento das viagens domésticas, seguida pelo Sudeste com 13,7%, Sul com 12,6% e Norte e Centro-Oeste, que juntas, representam 6,1% do faturamento do setor.

“Nosso setor registrou um pequeno aumento em um ano repleto de desafios”, lembra Magda. “Mas tivemos recentemente o anúncio do bloqueio de despesas no Ministério do Turismo de quase 68% (um corte de R$ 321,6 milhões). Vamos reclamar”, convoca a presidente.

O anuário completo vai estar disponível no site da Braztoa www.braztoa.com.br) a partir do dia 7 de abril.

 

Atualização profissional

Dando sequência à agenda de capacitação e aprimoramento profissional, a WTM Latin America recebeu mais uma vez a consultora Gabriela Otto, desta vez integrando a programação do Teatro de Conferências. A proprietária da GO Consultoria e Presidente HSMAI Brasil mediou o debate entre André Alves, Country Manager da Decolar.com e Paulo Salvador, Diretor de Distribuição da Intercity Hotéis, sobre “Qual o futuro da distribuição”.

O Teatro de Conferências teve lotação máxima durante a apresentação, que começou com uma fala enfática da mediadora. “Não existe guerra na distribuição. O que existe são empresas com ou sem estratégia; gestão mais ou menos assertiva”, afirmou Gabriela.

Na opinião de Paulo Salvador, as OTAs não são as vilãs, mas sim o elevado custo de aquisição dos clientes. “Elas são ferramentas complementares. Com a internet, o valor de investimento nessa disputa cresceu muito.” Salvador também acredita que “a complexidade e mais intermediários nas vendas criam camadas de custos que devem ser bem analisadas”. Ou seja, não adianta cortar etapas e aumentar o volume de reservas, mas sim assegurar um alto nível de interação e envolvimento com o cliente.

Para André Alves, além de estarmos inseridos em um cenário onde é necessário se reinventar constantemente, para ter sucesso na distribuição, também é preciso “ser relevante para o cliente”.

Na sequência, a pesquisadora e professora da Universidade de São Paulo, Mariana Aldrigui, falou sobre como as novas gerações estão sendo protagonistas ao desenvolver projetos inspiradores para ajudar a preservar o meio ambiente. No painel “Traduzindo sustentabilidade em negócios: ideias inspiradoras!”, a especialista provocou inclusive os estudantes nacionais. ”Se países como Holanda, Estados Unidos e Inglaterra podem criar hortas dentro de supermercados, coletes com sensor de poluentes que medem a frequência para a diminuição da poluição, o Brasil precisa se movimentar e incentivar as pessoas com novas ideias”.

Outro painel que teve lotação máxima foi do analista da indústria de turismo do Google, Felipe Chammas. O publicitário apresentou diversos exemplos de produções que tiveram milhares de acessos no YouTube, enaltecendo que o consumo de conteúdo de viagens na plataforma vem crescendo 200% nos últimos anos. “Vocês têm que pensar em como inspirar e influenciar de forma criativa esses viajantes. Pois eles estão pesquisando e se identificando com as dicas e experiências apresentadas nos vídeos.”

Já no The Travel Tech Show at WTM, Pilar Osorio, diretora de Vendas da TravelClick, falou sobre como os hotéis precisam de ações efetivas no marketing para manter clientes. Para a gestora, é necessário antecipar as vontades e pensar nas palavras que conquistam os futuros hospedes: “um vídeo bem planejado para as redes sociais pode criar uma relação emocional e isso vai atraí-lo”. Mas o alerta vem em sequência. “Não basta apenas uma boa produção, é necessário um planejamento estratégico para seu site ficar visualmente atrativo, limpo e responsivo. O cliente precisa encontrar tudo no seu portal, mesmo que acesse de dispositivos diferentes”.

Para encerrar a programação, Fernanda Castelo Branco, do blog Vontade de Viajar e membro da Associação Brasileira dos Blogs de Viagem (ABBV), falou sobre “Influenciadores Digitais no Mercado de Viagens”. Para a blogueira, existe uma onda de transformação que está levando os consumidores a confiarem em pessoas que já passaram pelas mesmas experiências que esse público busca. Por isso que as marcas estão anunciando e promovendo cada vez mais os influenciadores digitais: “o que conta hoje em dia não são apenas os anúncios comerciais de um marca, mas sim o que outras pessoas pensam dela”.

Sobre a WTM Latin America

A WTM Latin America, agora em seu quinto ano, atrai 9.000 executivos dos mais conceituados na indústria de turismo da América Latina. O evento em 2016 gerou mais de US$ 370 milhões em novos negócios, que foram realizados entre expositores e compradores. A WTM Latin America é parte do portfólio de eventos World Travel Market, que também inclui a WTM London, WTM Africa, Arabian Travel Market, WTM Connect Asia e International Golf Travel Market. www.wtm.com. http://latinamerica.wtm.com.

Sobre a Reed Travel Exhibitions

A Reed Travel Exhibitions (RTE) é a líder mundial na organização de feiras da indústria de viagens e turismo. Seus amplos portfólios de eventos em todo o mundo abrangem viagens de lazer, viagens de luxo, reuniões, incentivos e viagens de negócios. A RTE, que organiza mais de 20 eventos ao redor do mundo, inclui três portfólios: World Travel Market, IBTM Events e International Luxury Travel Market. A RTE é uma unidade de negócios da Reed Exhibitions. www.reedtravelexhibitions.com.

Sobre a Reed Exhibitions

A Reed Exhibitions é a principal organizadora de eventos no mundo, com mais de 500 eventos em 30 países. Em 2015, a Reed reuniu mais de sete milhões de participantes em eventos no mundo todo, gerando bilhões de dólares em negócios. Hoje, os eventos da Reed estão presentes nas Américas, África, Europa, Oriente Médio, Ásia e Oceania e são organizados por 40 escritórios próprios. A Reed Exhibitions serve 43 setores da indústria com eventos comerciais e para consumidores. É parte do RELX Group plc, líder mundial em soluções de informação para clientes profissionais de todos os setores. www.reedexpo.com.

Atendimento à Imprensa – WORLD TRAVEL MARKET

MAPA Comunicação Integrada

Milena Furtado – Analista de Comunicação

milena@mapacomunicacao.com.br

Thaís Germano – Coordenadora de Comunicação thais@mapacomunicacao.com.br

Marcia Leite – Diretora de Comunicação

marcia@mapacomunicacao.com.br

Maria Priscila Alves Nabozni – Diretora-geral

mp@mapacomunicacao.com.br

55 (11) 5096.3137 | 55 (11) 9.6316-7338 www.mapacomunicacao.com.br

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.