Pequenas Medidas Que os Operadores de Turismo Podem Tomar para Gerar Grandes Mudanças para o Meio Ambiente

Pequenas Medidas Que os Operadores de Turismo Podem Tomar para Gerar Grandes Mudanças para o Meio Ambiente

Por Sharon Conceição 


Enfrentar a mudança climática na indústria de viagens de aventura não é uma tarefa fácil. Às vezes, pode até ser um tanto desgastante, especialmente para operadores de turismo que operam pequenas empresas. No entanto, mesmo pequenas mudanças nas operações comerciais, nas comunicações com os clientes e nos compromissos profissionais podem gerar grandes mudanças em escala global.

Aqui vão seis medidas que os operadores de turismo podem tomar hoje para passarem a ser mais corretos do ponto de vista ambiental.

 Dica 1: faça uma declaração de sustentabilidade e publique-a no seu site.

Se você pretende compensar as emissões de carbono ou usar veículos elétricos nas suas operações, coloque seus objetivos por escrito e as compartilhe-os com o mundo. Deixe os viajantes em potencial e o restante do trade de aventura saberem do seu compromisso com a sustentabilidade e das suas iniciativas para alcançar seus objetivos.

Dica 2: elimine os canudos e os plásticos descartáveis.

Hoje, são de conhecimento geral os efeitos devastadores do plástico para o meio ambiente, sobretudo dos itens de plástico que são usados uma única vez. Livre-se completamente dos canudos de plástico nos seus passeios, incentive seus clientes a trazerem as próprias garrafas de água reutilizáveis e forneça água limpa em recipientes reutilizáveis para que todos possam encher as próprias garrafas.

Dica 3: treine seus viajantes.

Os operadores de turismo devem realizar um treinamento contínuo em questões ambientais, a fim de poderem continuar implementando práticas ecologicamente corretas no dia a dia. Isso permite que eles entendam e aprendam melhor sobre responsabilidade ambiental para que possam compartilhar isso com os viajantes. Todas as comunicações, desde o material promocional até as informações fornecidas pelos guias, devem transmitir todo o compromisso da organização com o meio ambiente.

Dica 4: junte-se a outras pessoas que tenham uma visão semelhante.

 A colaboração com outras pessoas que estão trabalhando em iniciativas ambientais semelhantes na indústria possibilita relações mais ricas e resultados mais robustos. Muitas organizações estão se unindo a outros operadores de turismo e associações regionais conscientes para trocar ideias e desafios. Nós, da Adventure Travel Trade Association (ATTA), enxergamos boas oportunidades nessa prática colaborativa em todos os níveis da cadeia setorial, o que permitirá à indústria como um todo superar o grau de degradação ambiental que observamos hoje.

Dica 5: busque certificações de sustentabilidade.

Certificações respeitadas internacionalmente oferecem muitas ferramentas e padrões de qualidade que colocarão sua empresa em um nível global de reconhecimento entre seus pares. Na área de sustentabilidade, nem sempre é óbvio por onde começar, e a participação nesses programas de certificação pode oferecer aos operadores de turismo um passo a passo sobre a melhor forma de estruturar uma operação de negócios para o sucesso em termos de sustentabilidade.

Dica 6: mantenha-se atualizado sobre iniciativas de sustentabilidade.

Permanecer envolvido e a par da educação relacionada às muitas iniciativas inspiradoras de sustentabilidade ao redor do mundo pode ajudar sua empresa a desenvolver o próprio roteiro. Confira os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas para obter informações e ideias sobre como ajudar a alcançar um futuro melhor e mais sustentável para o setor de viagens de aventura.

Biografia da Autora

Sharon Conceição é integrante da Adventure Travel Trade Association (ATTA), responsável pela América Latina. Nascida no Rio de Janeiro e criada entre a Cidade Maravilhosa e Buenos Aires, Sharon se formou em turismo na capital da Argentina. Trabalhou como guia de turismo e desenvolveu-se em diferentes áreas do turismo como agente de viagens, diretora de marketing na Argentina e no Brasil e gerente de mídias sociais, entre outras funções.

As opiniões expressas neste texto são do autor e não refletem, necessariamente, a posição da WTM Latin America.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.