As oportunidades no setor de eventos

As oportunidades no setor de eventos

Por Toni Sando

Há uma ligação intrínseca entre eventos e destinos. Quando se busca uma integração de um congresso ou feira com a cidade que os receberão, a experiência do participante pode ser potencializada. Mas, para isso, são necessárias ações integradas de hospitalidade.

O Visite São Paulo, entidade privada que trabalha para a captação de eventos nacionais e internacionais para assim incrementar a economia do destino, acredita que é preciso abraçar o visitante e os participantes do evento por todos os lados. Para tanto, um novo trabalho se torna muito importante: a curadoria.

São Paulo é uma metrópole com números extraordinários. São 12 milhões de habitantes, 15 milhões de visitantes anuais, infinitas opções para gastronomia, entretenimento, lazer, shows, espetáculos, passeios, compras e muito mais, incluindo atrações 24 horas, todos os dias da semana. É preciso um trabalho eficiente de curadoria para que o visitante não se perca em um mar de opções e deixe de realizar atividades que realmente gerem uma experiência marcante.

No mundo dos eventos, o Visite São Paulo tem trabalhado com parceiros e associados para que possam oferecer essa curadoria, com opções assertivas aos públicos dos congressos captados e apoiados.

O mundo associativo possui características exclusivas, como a rotatividade de seus eventos. Assim sendo, o público participante pode estar em uma oportunidade única de visitar o destino, uma vez que a próxima edição do congresso deverá acontecer em outra cidade.

De acordo com o Dados e Fatos, publicação da São Paulo Turismo com apoio do Visite São Paulo e da UBRAFE, União Brasileira de Promotores de Feiras, os visitantes nacionais de São Paulo ficam cerca de 3 dias, com gasto diário médio de R$180; e, internacionais, 4 dias, com gasto médio diário de R$484. Hoje, metade dos visitantes são motivados por negócios e eventos. De acordo com o calendário do Visite São Paulo, os congressos e convenções representam 12% dos eventos realizados na cidade (sem considerar eventos culturais, como shows e espetáculos).

A oportunidade se mostra clara em apresentar a cidade acolhedora para todos os gostos e bolsos. O projeto Destinos São Paulo divide a capital em 5 macrorregiões independentes, capazes de realizar eventos de todos os tamanhos e oferecer opções de lazer e entretenimento ao público participante. São eles: Berrini; Centro & Zona Norte; Itaim & Faria Lima; Ibirapuera & Moema; e Paulista & Jardins; além de cidades associadas, incluindo estâncias turísticas.

Trabalhando de forma segmentada e focada, é possível oferecer ao mais variado público, facilidades para aproveitar o que a cidade tem de melhor durante a realização do evento, que, no final das contas, também ganha, ao proporcionar aos seus participantes uma experiência completa, desde a chegada até o seu retorno.

 

As opiniões expressas neste texto são do autor e não refletem, necessariamente, a posição da WTM Latin America.

 

Sobre o autor

 

 

 

 

 

Toni Sando é Presidente Executivo do Visite São Paulo e Presidente da UNEDESTINOS

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.