México: Reativação Turística

México: Reativação Turística

*Por Diana Pomar (Membro do Board da WTM Latin America)

Os destinos turísticos mexicanos começaram um processo de reabertura gradual em 08 de junho. O estado de Quintana Roo, onde se localizam os destinos turísticos de Cancún e Riviera Maya, foi um dos primeiros no México a reativar suas atividades.

Baja Califórnia Sur, o estado onde se localiza o destino de Los Cabos, reabriu em 15 de junho, implementando protocolos com padrões internacionais e alto sentido de responsabilidade. Los Cabos já́ possui frequências de linhas aéreas americanas e canadenses, com aproximadamente 8 voos diários, e abertura de hotéis com capacidade reduzida a 30%. O estado é o segundo estado no México com menos falecimentos relacionados ao Covid-19.

Por outro lado, o estado de Jalisco onde se localiza o destino de Puerto Vallarta, atuou com muita responsabilidade. O Aeroporto de Puerto Vallarta implementou medidas de higienização e protocolos de segurança e saúde com câmeras térmicas, medição de temperatura dos passageiros, funcionários e empresas instaladas dentro do aeroporto, entre outros. No destino estão operando 40% dos hotéis com capacidade reduzida a 30%, com acesso a piscinas e praias dos hotéis permitidos.

O estado de Nayarit, onde se localiza a Riviera Nayarit com destinos como Nuevo Vallarta, Punta Mita, Sayulita e San Blas, anunciou desde 8 de junho, que o Governo de Nayarit autorizou que as empresas e organizações, incluindo a indústria hoteleira, poderiam abrir a partir de 15 de junho. Os hotéis devem cumprir estritamente com os protocolos e medidas de saúde estabelecidos pelo governo do estado e só́́ será́́ permitido operar com capacidade de 30% para garantir um distanciamento na propriedade, incluindo nas áreas comuns e piscinas. As praias também reabriram desde 15 de junho.

A Cidade do México reativou suas atividades em 1º de julho, permitindo que hotéis e restaurantes funcionem novamente com capacidade reduzida: hotéis a 30% de capacidade e restaurantes de 30% a 40% de capacidade. Nessa fase, é obrigatório que todos os funcionários de hotéis e restaurantes utilizem máscara o tempo todo. Também é realizado uma medição de temperatura e desinfecção de calçado, assim como desinfecção constante com álcool gel, distanciamento físico entre pessoas de pelo menos 1,5 metros, mesas colocadas a 1,5 metros, contato mínimo entre clientes, permitindo apenas 4 pessoas por mesa, pagamento sem contato e sugerindo a implementação de cardápios eletrônicos.

WTTC: SAFE TRAVELS

O Conselho Mundial de Viagens e Turismo (WTTC), junto com seus membros, governos, especialistas em saúde e associações do setor, estão trabalhando juntos para obter protocolos de recuperação eficazes e planos de ação significativos que otimizem os esforços de recuperação em todo o setor, implementando o selo “Safe Travels”.

O selo permitirá aos viajantes reconhecer governos e empresas no mundo todo que adotarem protocolos de saúde e higiene padronizados globalmente, e dessa forma, experimentem uma “viagem segura”. Empresas do turismo, como hotéis, restaurantes, companhias aéreas, linhas de cruzeiros, operadores turísticos, atrações, locadoras de automóveis, locais de compras ao ar livre, transporte e aeroportos, poderão utilizar o selo assim que os protocolos descritos pelo WTTC forem implementados.

Cancún foi o primeiro destino do continente americano a obter o selo “Safe Travels” pela WTTC, mas atualmente todo o Caribe Mexicano já́ possui o selo, enquanto Baja California Sur foi o primeiro destino do Pacífico a recebê-lo, seguido dos estados de Yucatán, Jalisco, Michoacán e a Riviera Nayarit. Por outro lado, o Grupo Xcaret reabriu o Hotel Xcaret e o Parque Xcaret com todos os protocolos de segurança em 15 de junho, baseado no programa Xeguridad 360º. O Grupo Xcaret foi o primeiro da iniciativa privada no mundo a receber o selo.

As opiniões expressas neste texto são do autor e não refletem, necessariamente, a posição da WTM Latin America.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.